CONCEITO

O “Arte Fora do Sítio” está de volta para a sua 15ª edição já nos dias 7 e 8 de novembro.

Habitualmente, este evento decorre na rua, dando a conhecer ao público diversas manifestações artísticas, mas, este ano, por força da pandemia por COVID- 19, o seu formato foi alterado e adaptado à nova realidade em que vivemos.

Organizado pela Câmara Municipal de Matosinhos, o evento realiza-se em parceria com associações e instituições do concelho, e aposta na criatividade de jovens artistas matosinhenses.

Num formato exclusivamente digital, a edição deste ano tem como tema “A vida com arte”. 16 intervenientes aceitaram o desafio da autarquia de sair da sua “zona de conforto” e irão apresentar as suas performances, gravadas nos locais mais inusitados do concelho.

Apresentado pelo humorista, locutor e apresentador de televisão, Fernando Alvim, o “Arte Fora do Sítio” será transmitido, em direto na página de Facebook da autarquia, e terá duas sessões em cada um dos dias, às 16h30 e às 18h30.

Do programa constam diversas atuações de artistas e coletividade matosinhenses, englobando diversas formas de arte, como teatro, música, dança e ginástica, entre outras.

A 15.ª edição do “Arte Fora de Sítio” integra também as atuações dos artistas nacionais, Jimmy P, Murta e Syro.

ARTISTAS

Jimmy P

Músico

Murta

Músico

Syro

Músico

Fernando Alvim

Apresentador

ENTIDADES E COLETIVIDADES

DATAS/HORAS

Entidades e Colectividades Matosinhenses

Entidades e Colectividades Matosinhenses

Entidades e Colectividades Matosinhenses

Atuações que englobarão diversas formas de arte, como teatro, música, dança e ginástica, entre outras.

JIMMY P

JIMMY P

Jimmy P

Jimmy P é um dos artistas mais ouvidos em Portugal, representante de música urbana com influência de Hip Hop, RnB e Pop. Celebrou 10 anos de carreira esgotando o Coliseu do Porto Ageas. Último álbum de originais é o "Abensonhado".

MURTA

MURTA

Murta

O melómano que adora arte, de todo o tipo. E o que mais o fascina na arte é a maneira como liga as pessoas de tantas formas diferentes. Em 2016, chega à final do “The Voice Portugal”. Mas é a música “Porquê”, com letra da sua autoria que o catapulta para o estrelato.

SYRO

SYRO

Syro

SYRO é um artista português de Pop / Alt-Pop, cantor, autor e baterista de 24 anos. A música de SYRO rapidamente chegou às principais rádios nacionais, telenovela e conquistou títulos de mérito como Artista “Most Wanted” pela MTV

Entidades e Colectividades Matosinhenses

Entidades e Colectividades Matosinhenses

Entidades e Colectividades Matosinhenses

Atuações que englobarão diversas formas de arte, como teatro, música, dança e ginástica, entre outras.

JIMMY P

JIMMY P

Jimmy P

Jimmy P é um dos artistas mais ouvidos em Portugal, representante de música urbana com influência de Hip Hop, RnB e Pop. Celebrou 10 anos de carreira esgotando o Coliseu do Porto Ageas. Último álbum de originais é o "Abensonhado".

MURTA

MURTA

Murta

O melómano que adora arte, de todo o tipo. E o que mais o fascina na arte é a maneira como liga as pessoas de tantas formas diferentes. Em 2016, chega à final do “The Voice Portugal”. Mas é a música “Porquê”, com letra da sua autoria que o catapulta para o estrelato.

SYRO

SYRO

Syro

SYRO é um artista português de Pop / Alt-Pop, cantor, autor e baterista de 24 anos. A música de SYRO rapidamente chegou às principais rádios nacionais, telenovela e conquistou títulos de mérito como Artista “Most Wanted” pela MTV

FAQs

No Facebook da CM de Matosinhos. Instagram das Casas da Juventude. Canal Arte Fora do Sítio no YouTube.

Sim. Totalmente gratuito.

Sim. Quer no dia 7 quer no dia 8 a primeira parte tem início 
às 16h30. A segunda parte tem início às 18h30.

Associação Cultural Recreativa e Desportiva Jogo de Negro; Associação de Familiares, Utentes e Amigos do Hospital de Magalhães Lemos; Associação Desportiva e Recreativa Águias de S. Mamede Infesta; Associação Parábola Fantástica – GymArt; Associação Portuguesa de Rope Skipping; Diogo Tigre; Escola de Dança Attitude; Escola de Música de Leça da Palmeira; Escola de Música Óscar da Silva; Filipa Zarro; Getepepe – Teatro Perafita; Jorge Loureiro – Fresh’ Mic; Junqueira Dance; Juventude Adventista de Matosinhos – Grupo Vertical; Nuno Alves; TAIPAM – Tuna Académica do IPAM.

Não há uma hora definida. Todas as atuações acontecerão em momentos inesperados. Mantém-te ligado.

Não. O acesso é livre.

APRESENTAÇÃO ENTIDADES E COLETIVIDADES MATOSINHENSES

A Associação nasceu em 2012 da necessidade de criar algo que pudesse elevar ainda mais o nome da Capoeira, e fazer um uso mais intensivo de todos os seus recursos. Neste momento estão em cerca de 10 locais, espalhados pelos concelhos de Matosinhos e Maia, contam com vários instrutores e perto de uma centena de alunos. Realizam eventos internacionais, campeonatos e protocolos com diversas entidades.

A AFUA, associação de familiares, utentes e amigos do hospital Magalhães de Lemos, é uma IPSS formalmente constituída em 1999, sediada no Porto, com uma Unidade Sócio Ocupacional em Guifões. Tem como missão promover a saúde mental junto da comunidade e a reabilitação e integração social das pessoas com experiência em doença mental, dar apoio aos que deles cuidam, bem como contribuir para a definição das políticas de saúde mental.

Associação Desportiva e Recreativa com mais de 25 anos de existência, é uma referência na área dos “Zés Pereiras” e grupo de bombos.

Fundada em 2011 por um conjunto de professores, a Associação Portuguesa de Rope Skipping surgiu como um projeto exclusivamente dedicado à regulamentação, promoção e desenvolvimento do Rope Skipping em Portugal.

É uma associação promotora de desporto (APD) sem fins lucrativos, reconhecida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, membro da organização mundial da TAFISA, conta já com diversos títulos na modalidade.

Associação dedicada à ginástica rítmica, com dinamização nesta área em Matosinhos desde 2013. Participação com as turmas de GpT, Ginástica Geral, em inúmeros eventos nacionais da Federação de Ginástica de Portugal, e pelo concelho de Matosinhos. Já obteve vários títulos Distritais com a turma de competição em Ginástica Rítmica, tendo conseguido apuramentos para todos os Campeonatos Nacionais da modalidade. A última representação de Matosinhos na Ginástica Rítmica foi no Campeonato Nacional em Anadia nos dias 31 de outubro e 1 de novembro.

Músico e compositor de Leça da Palmeira, com diversos trabalhos originais, participante no Arte Fora do Sítio há já longos anos. Diogo acredita que a expressão do belo é enriquecida e pintada pela cor única com que cada momento nos inspira. É sem querer ser, apenas vive o que pode aprender. E se, ainda assim, isso valer a pena, lá estará para o partilhar.

Escola que é quase uma família. A família que nutre a paixão pela arte de DANÇAR. Sediados em Leça da Palmeira, com aulas para todas as faixas etárias desde os 3 até aos 93 anos. Criada para crianças e jovens, as aulas são de Fusion, Hip Hop Choreo, House, Dancehall e Dança Contemporânea. Para adultos têm aulas de Fitness e Dança de Grupo.

É uma associação promotora de desporto (APD) sem fins lucrativos, reconhecida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, membro da organização mundial da TAFISA, conta já com diversos títulos na modalidade.

A Escola de Música de Leça da Palmeira é uma escola do Ensino Artístico Especializado de Música em funcionamento desde 1990. O Clube da Criatividade é um dos seus ensembles que fomenta a criação em colaboração através da pesquisa artística, seja pela experimentação ou pela improvisação. O grupo desenvolve o seu trabalho musical em torno de projetos temáticos que resultam em performances artísticas.

Uma das escolas de música mais antigas e emblemáticas do concelho.  Esta escola foi criada em 1986, pela Câmara Municipal de Matosinhos. Beneficiam do estatuto de Instituição de Manifesto Interesse Cultural desde 1990 e de Instituição de Utilidade Pública desde 1991 e está sediada na freguesia de matosinhos.

Fadista e apaixonada pela música jazz e RnB. Vencedora do concurso TalentUS em 2016, e participante em diversos concursos semelhantes. Com um propósito muito claro de levar o Fado além fronteiras e evidenciar o potencial de comunicação da música, é já presença habitual no Arte Fora do Sítio.

O GETEPEPE – Teatro de Perafita, nasceu em 1997. Ao longo do seu histórico, destacam-se a “A birra do morto” e a realização anual do Festival de Teatro “PETRA FICTA”, por onde já passaram muitos grupos amadores e atores profissionais.

Performer profissional de beat box de Matosinhos, galardoado em alguns concursos de talentos a nível nacional e participante no programa “The Voice”. Campeão Nacional de Beatbox em 2019 na categoria de duplas. Participante nas galas do Got Talent de 2020.

A Associação Recreativa Cultural e Desportiva – Junqueira Futebol Clube é uma das mais antigas e estabelecidas associações de Matosinhos. Tem como objetivo a promoção educativa, cultural, desportiva e recreativa dos seus associados. Ao longo dos seus longos anos de existência, esta tem primado por iniciativas junto dos jovens. Participante no Arte Fora do Sítio desde a sua criação.

A Associação da Juventude Adventista, tem por missão agir para que cada criança, adolescente e jovem, sob a sua influência, tenha um desenvolvimento harmonioso, em todos os aspetos necessários, sejam eles físicos, sociais, intelectuais e espirituais. Esta associação cristã tem um grupo a trabalhar em Matosinhos há mais de 40 anos com atividades nas áreas da saúde, cultura, ambiente e solidariedade social. A AJA participa na Arte-Fora-do-Sítio há vários anos, tendo sido responsável pela arte e cultura do espaço infantil e juvenil do evento nos últimos 4 anos.

Mais recentemente a AJA em Matosinhos iniciou o projeto de música “Vertical” com um grupo de mais de 30 pessoas que têm em comum o gosto pela expressão musical. Através da linguagem universal da música, e da sua capacidade de ultrapassar barreiras e preconceitos, este grupo propõe várias reflexões sobre as tensões do encontro entre a dimensão divina e a dimensão humana, sobre a paz, esperança, fé, dúvida e sobre o amor.

Nuno começou apenas com 18 anos de idade o seu processo de carreira de músico onde teve formação em guitarra e canto. Nuno ingressou num projecto de música de nome “centoecinco” juntamente com vários colegas de escola onde teve a oportunidade de “saltar” para palcos de maior dimensão, constando como trabalho registado o EP de “Às 6:30 num relógio suíço”.

Em 2014 Nuno Alves decidiu ingressar num novo projeto individual, influenciado por uma simbiose de Pop e Acústico. Foi vencedor do concurso “Talentus” e finalista vencido do concurso “EDP Live Bands” conseguindo a sua participação como o projecto mais votado pelo público.

Em 2018, lançou o seu primeiro álbum “dois lados de uma caixa de cartão” com o produtor Vítor Silva. Em 2020, Nuno anunciou o lançamento de um novo álbum que se espera que chegue às bancas no início de 2021.

A Tuna Académica do IPAM nasceu em 1998 com o principal objetivo de transmitir alegria e espírito académico à sua mui nobre instituição. Iniciou a sua formação e primeiros ensaios em 1997. Após os seus primeiros 5 anos de vida, e na comemoração desse aniversário, organizou o seu primeiro festival de tunas, o FITAM. Em 2009 passou a ter estatuto legal, formando-se como associação sem fins lucrativos. Participante no Arte Fora do Sítio desde a sua criação.

Munícipio de Matosinhos

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência